HOME
Busca:
 
AGENDA
LOCALIZAÇÃO
INSTALAÇÕES
ASSOCIADOS
ASSOCIE-SE
BANCO DE CURRÍCULOS
EVENTOS
CONTATOS
AGENDA CULTURAL
ANUNCIE AQUI








VOLTAR

ACERB - Eventos - 18/12/2013

O encontro OESTE EXPORT está de volta em 2014


Por Eder Cardozo


Aguinaldo H Guimarães Jr, Diretor Executivo e idealizador da nova OESTE EXPORT. (Foto: Eli Milan)

Depois de um intervalo de três anos está de volta o Encontro Internacional de Comércio Exterior e Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, o OESTE EXPORT. Ontem, 17 de dezembro, foi realizado na empresa Gerdau, em Santa Cruz, o evento de lançamento da 11ª edição do encontro que tem como um dos objetivos articular as forças da região e do estado para discutir e fortalecer as parceiras institucionais e comerciais da Zona Oeste. A Associação Comercial e Empresarial da Região de Bangu (ACERB) apoia a iniciativa e estava presente na cerimônia.

- A nova OESTE EXPORT é uma iniciativa permanente que busca, através de ações, projetos e programas, em conjunto com a sociedade civil da Zona Oeste do RJ e dos municípios limítrofes do Entorno do Porto de Itaguaí, ajudar a desenvolver a região de forma integrada e sustentável - fala Aguinaldo Guimarães, Diretor Executivo da OESTE EXPORT.


Marco Antônio, 1º vice-presidente da ACERB; Professor Moacyr Bastos, Presidente de Honra da OESTE EXPORT; Ângela de Carvalho, representante da SEDEIS; Wagner Ferreira, presidente da ACERB e Candido de Castro, 2º vice-presidente da ACERB estavam presente no lançamento.

A 11ª edição da OESTE EXPORT realizará através do Centro de Desenvolvimento Moacyr Bastos (CEDEM), em parceria com o Infoglobo e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Energia e Serviços (SEDEIS), seis eventos intermediários que irão discutir temas vitais para o desenvolvimento integrado e sustentável regional, os encontros serão mensais e acontecerão de março a agosto de 2014. Destes eventos serão formados quatro Grupos de Trabalho nos eixos de Logística, Infraestrutura, Arranjos Produtivos / Aglomerados Comerciais e Cultura.

E no mês de setembro ocorrerá, no Centro de Convenções SulAmérica,  o 11º OESTE EXPORT e o 11º Encontro Internacional de Desenvolvimento Sustentável da Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro e o Entorno do Porto de Itaguaí, com seminário realizado pelo Infoglobo e  apoio do grupo de parceiros históricos das iniciativas do evento.

Entrevista
O site da ACERB conversou com Aguinaldo Guimarães sobre a origem, o intervalo e os objetivos do encontro. Leia abaixo as respostas do Diretor Executivo do OESTE EXPORT.

ACERB: Como surgiu a ideia de criação do OESTE EXPORT?

Aguinaldo: Entretanto gosto sempre de realçar o fator sorte que ocorre na hora em que se cria algo na vida. E foi isso que aconteceu, quando no início do ano 2000, eu com uma carreira em Comércio Exterior desde 1983 e minha esposa, Adriana Fontes Guimarães, com suas atividades em Navegação recém iniciadas em 1996, conversávamos sobre a possibilidade de eu realizar uma visão do Professor Moacyr Bastos, a época Reitor da MSB, hoje UniMSB, de se ter um curso na área do Comércio Internacional em Campo Grande. Foi aí que entrou a sorte.

Nascia a ideia de se utilizar o mote do futuro hub port (porto concentrador de cargas em função do seu calado profundo) em que iria se transformar o Porto de Sepetiba (hoje Porto de Itaguaí), para se buscar um Desenvolvimento Sustentável regional (Zona Oeste do município do RJ e todo o Entorno de Itaguaí).

Com isso se iniciou um processo nunca visto na região de se lincar entidades, empresas, bairros, cidades, lideranças, programas e projetos para o fortalecimento individual e geral das ações. Nascia o OESTE EXPORT.

ACERB: Quais são os objetivos e as principais atividades do OESTE EXPORT?

Aguinaldo:  Suas principais atividades e objetivos são:

•Potencializar as oportunidades que o marco regulatório proporcionou para o setor de portos;
•Interagir com os investimentos da construção da base naval nuclear da Marinha de Guerra do Brasil;
•Aproveitar a fase final da construção do arco rodoviário metropolitano em prol da região, com o re-zoneamento da Av. Brasil em função da mudança do seu fluxo;
•Apoiar e qualificar o desenvolvimento econômico da região, com foco na inserção do micro, pequeno e médio empresário no mercado internacional;
•Qualificar empresas e os recursos humanos para atender aos novos investimentos e as empresas de grande porte da Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro e do Entorno do Porto de Itaguaí.
•Aproveitar ao máximo as potencialidades geradas pela posição geográfica privilegiada da região, servido pelos portos do Rio de Janeiro, Itaguaí e Angra dos Reis e pelo terminal de cargas do Aeroporto internacional Antonio Carlos Jobim, a melhora logística que o Arco Metropolitano e outras ações do DNIT trarão, e a revitalização da estruturada malha ferroviária do Estado.
•Criar condições para a instalação de novos negócios e o incremento de parcerias comerciais no estado.
•Desenvolver e apoiar ações que abordem questões ligadas à capacitação da mão de obra, ética profissional e empresarial, infraestrutura e sustentabilidade sócio/ambientais.
•Colaborar integralmente com as ações de entidades e empresas governamentais e não governamentais que visem melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano de Estado (IDH).
•Apoiar os programas e projetos que possam reduzir as desigualdades sociais e aperfeiçoar a distribuição de renda do País.

ACERB: E o objetivo do Encontro Internacional de Desenvolvimento Sustentável da Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro e o Entorno do Porto de Itaguaí?

Aguinaldo: Na verdade o Encontro Internacional de Desenvolvimento Sustentável da Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro e o Entorno do Porto de Itaguaí, que ocorre anualmente, é o fechamento anual das atividades, com a sugestão de novos caminhos para cada assunto, ou as adequações que se fizerem necessárias. 

ACERB: Qual foi o motivo deste intervalo de três anos?

Aguinaldo:  Esses 3 anos de intervalo em que o evento principal não aconteceu, como ocorreu de forma ininterrupta de 2001 à 2010, foram motivados por alguns fatores :

A percepção do desgaste e a tentativa de se buscar um novo modus operandis para a iniciativa. Quando se faz alguma coisa repetidamente da mesma forma, a tendência é que os resultados sejam menores a cada dia,

Na solidão que constantemente "ataca" os empreendedores como eu, tivemos grandes dificuldades, e ainda temos, de manter uma estrutura mínima que atendesse as necessidades e os objetivos do projeto.

Meu envolvimento pessoal com vários projetos e programas, de forma voluntária, sem o devido apoio de parceiros e entidades, já também sobrecarregadas de afazeres - BARJ, Polos de Desenvolvimento Local, Projetos de capacitação de Empresas e pessoas, atração de novos investimentos para a região, atendendo como "bombeiro" em situações de má gestão de programas e projetos de amigos e entidades regionais....

ACERB: Qual a principal mudança da Oeste Export em busca das soluções?

Aguinaldo: Com o tempo, apesar das ações e seus resultados terem começado a melhorar, percebemos que faltava algo no processo de aproximar os principais atores regionais e de fora, para que as coisas acontecessem.
Então, a partir de final de 2010, iniciou-se uma busca do formato para se preencher a lacuna que fazia com que houvesse uma queda nos resultados, com o tempo, fossem diminuindo e retornando ao formato histórico em que se tinham mais competidores e "inimigos" do que parceiros e amigos.

Esse formato acabou sendo desenhado no final de 2012, aonde percebemos que teríamos que acompanhar cada ação que nascesse dentro das atividades da nova OESTE EXPORT para que permanecesse com o caráter permanente, e não diminuísse seus resultados com o tempo, ao contrário, conseguisse ganhar mais robustez e força para ser mais pragmática.

Esse processo que levou mais de três anos, só foi concluído no final do primeiro semestre de 2013, com a repaginação idealizada, com a colaboração do Dr. Juan Pablo Müller, amigo e consultor convidado da nova OESTE EXPORT, especialista em Planejamento Estratégico Coorporativo e Comercial.


 
Usuário:
Senha:


 
Av. Santa Cruz, 4425 - Salas 201 | 202 | 203 - Bangu - Rio de Janeiro - RJ. Tel.: (21) 3331-2127
Programação e webdesign: Perfil Solução
A marca propmeio não existe nesse contexto.