HOME
Busca:
 
AGENDA
LOCALIZAÇÃO
INSTALAÇÕES
ASSOCIADOS
ASSOCIE-SE
BANCO DE CURRÍCULOS
EVENTOS
CONTATOS
AGENDA CULTURAL
ANUNCIE AQUI








VOLTAR

Opinio - 05/12/2013

Black Friday, Natal e consumo: os tempos mudaram!

Copiamos a Black Friday e copiamos mal; o que vimos foi uma disputa acirrada e desesperada de todo tipo de comrcio e servios pelos restos mortais do dcimo terceiro

*Por Paulo Srgio de Moraes Sarmento

H tempos atrs quem poderia imaginar uma liquidao em plena poca de Natal? O perodo magno das vendas para o varejo que at ento representava dois teros da venda do ano e com margens gordas? Um diretor de marketing que fizesse uma proposta dessas seria demitido por justa causa. Uma agncia de propaganda perderia imediatamente a conta por tamanho sacrilgio. Nem pensar!

Mesmo quando no existia o dcimo terceiro salrio, o Natal sempre foi o melhor perodo de vendas. Depois que foi institudo por lei em 1962, pelo ento presidente Joo Goulart, portanto h mais de cinquenta anos, essa gratificao anual paga por todas as empresas aos seus funcionrios fez com que indstria e o varejo passassem a contar com um bolo extra de dinheiro cem por cento voltados ao consumo.

Esse era o propsito, mesmo que por interesses polticos. Garantiu por um bom tempo maior robustez consagrada poca de ouro onde pessoas ficavam felizes em gastar sem mexer em seu oramento e as empresas igualmente felizes em vender encerrando um ano com balanos melhores. A fora motriz da roda da fortuna!

Os tempos mudaram. Ainda representando um importante volume de vendas no ano, o Natal perdeu o seu brilho de outrora. O dcimo terceiro como dinheiro destinado para compras agora recebido em conta e destinado para tapar buracos do oramento familiar. Com dinheiro curto, dvidas, inflao maior que a declarada nas estatsticas e economia com pfio crescimento, o consumidor se v tendo que usar parte, ou todo do seu dcimo terceiro para pagar emprstimos, parcelas atrasadas e outras obrigaes.

Os bancos oferecem at a sua antecipao como emprstimo. A sua finalidade acabou sendo desviada. Para os aposentados e pensionistas do INSS, metade do dcimo terceiro creditado junto com os proventos de setembro, muito antes do Natal e por qu? Porque outubro a cada dois anos ms de eleies e serve para aliviar as tenses do bolso furado.

Sinais da economia igualmente furada. Ou seja, a capacidade de gastana em presentes e ceia farta foi esvaziada exatamente na contra mo da tradio da festa natalina. Copiamos a Black Friday e copiamos mal.

Nos EUA, onde foi criada, uma liquidao que est se tornou esperada, com forte e verdadeira reduo nos preos para eliminar estoques parados e dar lugar s novas mercadorias e lanamentos. Black is beautiful! Liquidaes no varejo, diga-se de passagem, sempre tiveram essa finalidade em qualquer poca do ano, historicamente nas trocas das estaes climticas.

Alm do abuso de alguns comerciantes subirem os preos para falsamente mostrarem descontos - o famoso truque da metade do dobro - o que vimos foi uma disputa acirrada e desesperada de todo tipo de comrcio e servios pelos restos mortais do dcimo terceiro. Algumas redes de varejo espicharam a sexta feira at domingo.Todos procuraram se defender como puderam.

O consumidor tambm. A verdade que todos estamos no mesmo barco, como no Titanic que s havia botes salva vidas para a primeira classe. O clebre transatlntico que afundou tragicamente em 1912 teve o seu casco rasgado por um iceberg. No navio Brasil, sabemos que um iceberg nos espera para criar danos irrecuperveis em nosso casco, em nossas estruturas democrticas, caso no mudemos o seu rumo poltico que, por consequncia, mudar o modelo econmico e social.

S no acredita no Iceberg quem no quer enxergar. S pegar de surpresa os que no estiverem preparados e souberem desenvolver a sua rota de crescimento com planejamento e estratgias para os cenrios complicados que viro pela frente a comear de 2014. Quem sabe veremos ainda um Black Christmas!

*Economista e scio da VSW Solues Empresariais


 
Usuário:
Senha:


 
Av. Santa Cruz, 4425 - Salas 201 | 202 | 203 - Bangu - Rio de Janeiro - RJ. Tel.: (21) 3331-2127
Programação e webdesign: Perfil Solução
A marca propmeio não existe nesse contexto.