HOME
Busca:
 
AGENDA
LOCALIZAÇÃO
INSTALAÇÕES
ASSOCIADOS
ASSOCIE-SE
BANCO DE CURRÍCULOS
EVENTOS
CONTATOS
AGENDA CULTURAL
ANUNCIE AQUI








VOLTAR

Empreendedorismo - 19/03/2013

5 erros que podem acabar com seu negócio

Veja as experiências de empresários que podem servir de lições para empreendedores

Empreender envolve riscos e o empresário precisa estar preparado para enfrentar imprevistos de todos os tipos. Mesmo os empreendedores de sucesso já passaram por momentos em que suas ideias foram rejeitadas e suas empresas não foram para frente. “Errar é uma oportunidade também”, afirma Cassio Krupinsk, sócio fundador da startup Oxibiz.

As experiências de outros empresários podem ser fonte de inspiração para quem ainda está começando. “Aprender com erros é primordial”, complementa Tallis Gomes, CEO da Easy Taxi. Hoje, ele explica que em vez de perguntar o que as pessoas gostaram ao usar o aplicativo da sua empresa, ele quer saber o que elas não gostaram.
 
Por isso, com a ajuda de Krupinsk, Gomes e In Hsieh, COO da Baby.com.br, EXAME.com listou alguns erros que trazem lições valiosas para quem empreende.
 
1. Confiar apenas em uma boa ideia
 
A primeira empresa de Gomes foi criada quando ele ainda era adolescente. Ele comprava celulares a baixo custo no Mercado Livre e revendia. Mas, com o tempo percebeu que o negócio não dava lucro. “Não adianta criar uma coisa se não dá dinheiro”, afirma.
 
Empreendedores precisam ter em mente como a sua ideia pode gerar renda, caso contrário, as chances do negócio vingar são mínimas.
 
2. Não se preocupar em ter uma equipe unida

 
Antes de investir em um negócio, investidores-anjo ressaltam a importância de se certificar que a equipe de uma startup é unida. Não é por acaso. “Em um projeto que não deu certo, um ponto crucial foi a formação do grupo que criou a empresa, incluindo investidores e fundadores. Não estávamos na mesma sintonia e apesar da maioria ter tido grande sucesso, não havíamos trabalhado juntos anteriormente”, explica Hsieh.
Hoje, o empreendedor explica que considera a equipe um dos principais critérios de sucesso em uma startup.
 
3. Depender apenas de um cliente
 
Antes de fundar sua segunda empresa, uma agência de soluções digitais, Gomes explica que a empresa anterior, o ensinou que é indispensável ampliar o portfólio de clientes. “A gente pautava tudo nesse cliente e quando ele desistiu de fazer com a gente, acabamos com a empresa”, explica.
 
Nesse caso, o networking do empreendedor é indispensável para conseguir novos clientes em potenciais.
 
4. Não se preparar antes de assumir um negócio

 
O conhecimento do mercado é essencial para o sucesso de uma empresa. E, às vezes, a preparação pode exigir um pouco mais do empreendedor. “Quando ainda estava na faculdade, abri uma distribuidora/importadora de CD-ROMs multimídia. Eu estava fazendo administração de empresas na FGV, minha família já trabalhava no setor, por isso achava que tinha condições de dar certo. Na realidade, eu não estava preparado o suficiente e achei que fosse dar conta sozinho”, conta Hsieh.
 
Uma pesquisa realizada pela Endeavor indicou que a maioria dos jovens quer empreender, mas poucos se empenham em se preparar. Fazer um estágio ou cursar disciplinas ligadas a empreendedorismo podem ajudar.
 
5. Depender de um fornecedor
 
Antes da Oxibiz, Krupinsk criou uma marca de óculos e percebeu que para uma empresa de pequeno porte era muito importante ter um produto exclusivo. “Mas a fabricação é extremamente complicada e a importação está cada vez pior para o empresário”, explica.
 
Nesse caso, ele conta que a saída foi investir alto no marketing. A boa relação com os fornecedores é essencial para que os processos entre ambas partes sejam alinhados de maneira que não prejudique o estoque ou a oferta de produtos do empreendimento.

Fonte: Exame.com


 
Usuário:
Senha:


 
Av. Santa Cruz, 4425 - Salas 201 | 202 | 203 - Bangu - Rio de Janeiro - RJ. Tel.: (21) 3331-2127
Programação e webdesign: Perfil Solução
A marca propmeio não existe nesse contexto.