HOME
Busca:
 
AGENDA
LOCALIZAÇÃO
INSTALAÇÕES
ASSOCIADOS
ASSOCIE-SE
BANCO DE CURRÍCULOS
EVENTOS
CONTATOS
AGENDA CULTURAL
ANUNCIE AQUI








VOLTAR

Mundo - 09/01/2012

Sony é multada em R$ 1,2 milhão por música racista de Tiririca

Condenação da gravadora, responsável pela música "Veja os Cabelos Dela", de 97, foi destaque no site Huff Post. Dê sua opinião

Nos Estados Unidos, o vídeo “Shit Girls Say”, com a participação da atriz e cantora Juliette Lewis, virou sucesso no You Tube, com mais de sete milhões de acessos em dezembro. Em uma paródia do primeiro video, “Shit Black Girls Say”, com o comediante Billy Sorrells, também se espalhou pela internet, com mais de um milhão de acessos, mas foi considerado ofensivo às mulheres negras por parte da população. A comediante e video blogger negra Franchesca Ramsey, do Huff Post, também fez sua versão do vídeo “Shit White Girls Say.. to Black Girls”.

“Nós não conseguíamos parar de rir quando Franchesca Ramsey fez piadas com as garotas brancas, comparando o cabelo das garotas negras ao Brillo pad (marca de palha de aço nos EUA), no vídeo ‘Shit White Girls Say.. to Black Girls’”, afirma o site americano Huff Post. “Mas uma versão do mesmo sentimento está custando R$ 1,2 milhão para a Sony... sem risadas”, escreve o site.

A Sony Music foi condenada a pagar R$ 1,2 milhão em indenizações retroativas pelo lançamento da música "Veja os Cabelos Dela", em 1997, do deputado federal e comediante brasileiro Tiririca, cujo verdadeiro nome é Francisco Everardo Oliveira Silva, de acordo com o site Huff Post.

A letra refere-se aos cabelos de uma negra como “bombril, de ariá panela”. "Essa nega fede, fede de lascar/ Bicha fedorenta, fede mais que gambá”, diz a música.

O processo contra a Sony foi aberto por 10 Organizações Não Governamentais que lutam contra o racismo. Humberto Adami, o advogado de defesa contratado pelas ONGs, argumentou que as mulheres negras foram ofendidas, expostas ao ridículo e sentiram-se violadas pela letra da música. Segundo ele, a indenização é maior já paga para um crime de racismo no Brasil.

Fonte: Portal IG


 
Usuário:
Senha:


 
Av. Santa Cruz, 4425 - Salas 201 | 202 | 203 - Bangu - Rio de Janeiro - RJ. Tel.: (21) 3331-2127
Programação e webdesign: Perfil Solução
A marca propmeio não existe nesse contexto.