HOME
Busca:
 
AGENDA
LOCALIZAÇÃO
INSTALAÇÕES
ASSOCIADOS
ASSOCIE-SE
BANCO DE CURRÍCULOS
EVENTOS
CONTATOS
AGENDA CULTURAL
ANUNCIE AQUI








VOLTAR

Empresas e Negócios - 17/11/2011

Novo perfil: consumidores estão mais exigentes e pesquisam antes de comprar


Estimulado pelas crises econômicas, pelo impacto de novas tecnologias e pelo amplo questionamento sobre a sustentabilidade do consumo contemporâneo, eis que surge um novo perfil dos consumidores mundiais.

De acordo com a pesquisa "Retail Trend 2012", como têm à sua disposição diversas informações e ferramentas on-line de busca, esses novos consumidores são mais exigentes e pesquisam muito antes de adquirir algum produto ou serviço.

"Na Europa, por exemplo, vemos uma geração de consumidores que busca conveniência de maneira ampla. As marcas, por sua vez, tendem a reduzir a gama de produtos oferecidos, focando nos essenciais - uma tentativa concreta de ser ágil e eficiente", aponta o diretor-geral da Voltage, Paulo Al-Assal. "Esse consumidor quer comprar um número reduzido de produtos que resolvam as necessidades diárias. Há o anseio por uma vida mais simples, descomplicada".

Esses consumidores, especialmente os da Europa e EUA, têm fascinação pela procedência dos alimentos. "Eles querem saber de onde vêm e, sobretudo, a história da empresa. Alguns varejistas, inclusive, têm investido em exposições interativas e educacionais destinadas a aproximar o cliente do processo de produção", elucida.

Sustentabilidade em voga
Outra característica marcante desse novo público é o fato de eles estarem mais preocupados com questões de sustentabilidade, um aspecto, inclusive, essencial para motivá-los a comprar. Para Al-Assal, essas pessoas exigem uma reinvenção do varejo.

"Os novos consumidores pretigiam marcas com uma postura ética, que usem valores do passado aos avanços digitais do futuro. De modo geral, autenticidade é a palavra que mais define essa demanda do consumidor", detalha.

Inclusive, as decisões de compra estão arraigadas em princípios éticos, ambientais e da comunidade. O que isso significa? O novo consumidor deseja que sua marca favorita compartilhe esses valores e que também ajude-o a expressá-los mais plenamente.

Comunicação e os armazéns europeus
Em relação ao diálogo com o novo cliente, é preciso que as empresas construam formas diferenciadas de chegar a eles e entender de que maneira a marca é percebida pelo consumidor. "E essa percepção envolve tudo em torno do produto", destaca o especialista em tendências do Brasil.

Ele cita o exemplo de empresas europeias que perceberam que, mesmo em compras virtuais, o consumidor gostava de ter a experiência de retirar o produto como em uma aquisição convencional.

"Diante dessa demanda, criaram armazéns para que os consumidores pudessem ter essa experiência, ou seja, entenderam que alguns consumidores não querem que a compra seja estática e desprovida de estímulos táteis. Trata-se da combinação entre os mundos on-line e off-line", completa.

Fonte: UOL


 
Usuário:
Senha:


 
Av. Santa Cruz, 4425 - Salas 201 | 202 | 203 - Bangu - Rio de Janeiro - RJ. Tel.: (21) 3331-2127
Programação e webdesign: Perfil Solução
A marca propmeio não existe nesse contexto.