HOME
Busca:
 
AGENDA
LOCALIZAÇÃO
INSTALAÇÕES
ASSOCIADOS
ASSOCIE-SE
BANCO DE CURRÍCULOS
EVENTOS
CONTATOS
AGENDA CULTURAL
ANUNCIE AQUI








VOLTAR

ACERB - 4/9/2017

VIGILÂNCIA SANITÁRIA INTENSIFICA INSPEÇÃO DE AMIANTO


     Nesta sexta, técnicos da coordenação de Saúde do Trabalhador, da Vigilância Sanitária, irão a distribuidoras de material de construção da Zona Oeste, para fiscalizar se há produção e comercialização de produtos que contêm amianto, o que é proibido no município do Rio.

     Desde o início de agosto, os técnicos estão nas ruas com a fiscalização de locais que fabricam e comercializam produtos que tenham amianto em sua composição, como telhas, caixas d’água, eletrodomésticos, produtos de isolamento acústico, dentre outros. As telhas correspondem a 92% do consumo de produtos que contém amianto. Além dos comerciantes, grandes distribuidoras e indústrias de transformação do produto também são inspecionadas.

    Na última inspeção, no dia 30, houve a interdição de uma grande fábrica de fibrocimentos, em Guadalupe, onde foram encontradas 55 mil peças de amianto e 184 toneladas de matéria-prima, que é o amianto em estado bruto. A fábrica foi interditada e todo esse material terá que ser descartado adequadamente. As inspeções são feitas em todas as regiões da cidade. Essa fiscalização está amparada na Lei Estadual nº 3.579, de 7 de junho de 2001, que dispõe sobre a substituição progressiva da produção e da comercialização de produtos que contenham asbesto.

    A lei proíbe a extração, a comercialização e a utilização em todas as cadeias produtivas, de quaisquer tipos de asbesto ou de produtos que o contenham, em todo o território do Estado do Rio de janeiro. Já houve inspeções em lojas de material de construção localizadas nos bairros Cidade Nova, Estácio, Rio Comprido, Grajaú, Maracanã, Praça da Bandeira, Tijuca e Vila Isabel. Das empresas fiscalizadas, 23% estavam comercializando esses produtos. As empresas foram multadas e intimadas a apresentem a nota fiscal de devolução do produto ou o manifesto de descarte do resíduo contendo amianto, por empresa especializada e credenciada pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA).

    De acordo com a coordenadora da Saúde do Trabalhador no município, Cláudia D’Oliveira, respirar as fibras do amianto é o suficiente para desenvolver o mesotelioma (câncer no pulmão) e a asbestose ou “pulmão de pedra”. “Nesse caso há o endurecimento do pulmão que leva a perda da qualidade de vida e à morte lentamente por graves dificuldades respiratórias. As doenças relacionadas ao amianto são incuráveis e podem levar muitos anos para se manifestar. Não há limite seguro de exposição”, afirma.

    Além da fiscalização do amianto, são realizadas orientações para todos os comerciantes inspecionados, com informações sobre a legislação que proíbe a comercialização do amianto, o perigo do manuseio e o descarte em aterro sanitário. Essas ações educativas têm como foco sensibilizar os comerciantes quanto ao perigo da comercialização da substância e criar a cultura do banimento do amianto na cidade do Rio de Janeiro.

Fonte: Diário Oficial do Rio - 01/09/17 pág 55.


 
Usuário:
Senha:


 
Av. Santa Cruz, 4425 - Salas 201 | 202 | 203 - Bangu - Rio de Janeiro - RJ. Tel.: (21) 3331-2127
Programação e webdesign: Perfil Solução
nike shoes nz new balance nz adidas shoes nz michael kors bags nz nike nz adidas nz nike slovenija polo ralph lauren greece timberland greece nike greece louis vuitton greece converse singapore oakley singapore nike singapore
nike uk adidas gazelle uk new era uk lacoste trainers cheap oakleys uk Nike presto uk converse uk polo ralph lauren uk fila trainers Asics uk nike air max 2017 nike flyknit uk louis vuitton bags uk under armour uk