HOME
Busca:
 
AGENDA
LOCALIZAÇÃO
INSTALAÇÕES
ASSOCIADOS
ASSOCIE-SE
BANCO DE CURRÍCULOS
EVENTOS
CONTATOS
AGENDA CULTURAL
ANUNCIE AQUI








VOLTAR

Economia - 12/08/2014

Impostômetro atinge R$ 1 tri 15 dias mais cedo que em 2013

Arrecadação de tributos em 2014 vai passar a marca de 1 trilhão de reais hoje, segundo estimativa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)

Um trilhão de reais: este foi o total arrecadado por impostos no Brasil em 2014 até as 11 horas desta terça-feira. Por hora, são cerca de R$ 159 milhões. Por segundo, R$ 44 mil. A estimativa é do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e inclui tributos municipais, estaduais e federais.

O valor será atingido 15 dias antes do que no ano passado. Para Rogério Amato, presidente da ACSP, isso significa aumento da carga tributária:

"É um descompasso: a arrecadação cresce mais do que a economia brasileira. O contribuinte paga muito e, em contrapartida, não tem um retorno compatível - os serviços públicos deixam a desejar."

O painel do Impostômetro foi instalado em 2005 na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e também pode ser acompanhado pela internet.

Carga tributária
A carga tributária brasileira subiu 10 pontos percentuais só nos últimos 20 anos. Na América Latina, só perdemos para a Argentina no peso dos impostos.

O brasileiro médio trabalha 151 dias por ano (5 meses) para quitar sua parcela, segundo o IBPT.

Como a participação dos impostos indiretos é desproporcional e pesa mais sobre os mais pobres, os brasileiros mais ricos acabam tendo uma carga tributária menor do que na média do G-20, segundo a PwC.

A sonegação também é alta e já atingiu R$ 300 bilhões em 2014, segundo estimativa do Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz).

Fonte: Exame


 
Usuário:
Senha:


 
Av. Santa Cruz, 4425 - Salas 201 | 202 | 203 - Bangu - Rio de Janeiro - RJ. Tel.: (21) 3331-2127
Programação e webdesign: Perfil Solução
A marca propmeio não existe nesse contexto.